Trocador de calor

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Trocador de calor

O que é? Como funciona? Quais as vantagens?

O QUE É UM TROCADOR DE CALOR?
Também chamado de aquecedor ou resfriador, o trocador de calor é um equipamento que permite transferir a energia térmica de um fluido a outro, sem que haja contato direto entre eles.

EM QUE CONSISTE A RECUPERAÇÃO DE CALOR?
A recuperação ou regeneração de calor consiste no aproveitamento da energia térmica de um fluido quente para o aquecimento de outro fluido frio. Esta energia é transferida através de contato direto, por mistura dos fluidos, ou indireto, por trocadores de calor. Podemos distinguir a recuperação de calor a alta temperatura (superior a 90°C), frequentemente gerada por fumaças de combustão, e a recuperação a baixa temperatura (inferior a 60°C), proveniente dos circuitos de resfriamento a água, águas residuais ou efluentes de processos, do ar quente de secagem ou de compressão, de um defeito de isolação das paredes.

COMO ESCOLHER UM TROCADOR DE CALOR?
A seleção de um trocador de calor deve levar em consideração inúmeros critérios: estado dos fluidos presentes (líquido/líquido, líquido/vapor, gás/gás, etc.) e sua natureza (fluido limpo, incrustante, viscoso, corrosivo, etc.), temperaturas (pinch point, diferença de temperatura, cruzamento das temperaturas, coeficiente de troca térmica, etc.), pressões (pressão máxima em serviço e de cálculo, perda de carga admissível, etc.), normas de construção (Requisitos FDA, DIN, ASME, JIS, trocador para a indústria farmacêutica, etc.), grau de manutenção (ex.: frequência de limpeza).

Trocador de calor

A Termodinâmica é uma importante área de estudo da Engenharia, com vasta aplicação e indispensável na indústria de qualquer setor. O exemplo mais prático de equipamento termodinâmico são os trocadores de calor.
Esse equipamento de destaque marca presença em instalações industriais de petróleo, de usinas termelétricas, de processamento de alimentos, e de síntese e refino dos mais variados compostos.
Assim, utilizado de forma tão versátil na indústria, o trocador de calor funciona permitindo a troca de calor entre pelo menos dois fluidos em temperaturas distintas em um processo.


Ou seja, o trocador de calor é usado para controle de temperatura das correntes, resfriando e aquecendo os fluidos. Dessa forma, constitui uma operação unitária muito recorrente em processos industriais.
O controle das temperaturas é importante, pois se relaciona com as exigências das demais etapas de um processamento, e por isso o trocador pode ser aplicado com funções diferentes.
Baseado na troca térmica, ele pode servir como: aquecedor, caldeira recuperadora, gerador de vapor, condensador, vaporizador, permutador, refrigerador, agente de destruição microbiológica (sanitariedade em alimentos), interruptor de emulsões e outros.
Devido a estes amplos modos de aplicação, o trocador de calor possui inúmeros modelos, a depender do processo de transferência de calor e também do tipo de construção do equipamento.

TROCADORES DE CALOR EM PLACAS:
Os trocadores de calor em placas são benéficos pela sua economia em espaço, sendo um tipo compacto de trocador. Correspondendo a sua maior vantagem.

Trocador de calor e placas

Sua estrutura é formada por um conjunto de placas, normalmente ondulares – mas em alguns casos lisas – dispostas ordenadamente em sequência.
Tal conjunto de placas é sustentado por uma armação metálica (trocador, placas e armação) e os fluidos escoam por entre as placas. A vedação é feita com borrachas, evitando vazamento do sistema.

COMO ESCOLHER O TROCADOR DE CALOR IDEAL?
Para responder a essa questão, deve-se nomear as variáveis de projeto e, com base no objetivo processual, analisar a viabilidade de cada um dos vários tipos de trocadores de calor existentes.
Dentre os principais pontos de atenção nesta análise, diz-se em primeiro lugar do objetivo do trocador de calor, ou seja, qual a função a que ele estará destinado a desempenhar.
Em seguida, listam-se todas as demais variáveis que estarão sujeitas à operação: quais os fluidos envolvidos e suas respectivas propriedades, as condições de pressão, temperatura e vazão das correntes.
E esta análise só se torna mais complexa, pois além de especificar os termos de operação nas melhores condições, deve incluir uma análise a longo prazo acerca de corrosão, incrustação e sujidade. (Saiba mais)
Assim, percebemos que existem diversas variáveis e pontos a serem analisados, portanto, o ideal é fazer toda essa análise com um time bem preparado.

Placas do trocador de calor

A escolha do trocador de calor vai depender da aplicação desejada, pois estes equipamentos possuem diversas especificações que podem ser classificadas como:

• quanto ao processo de transferência;
• quanto ao contato entre as correntes;
• quanto ao número de correntes;
• quanto a razão área de troca térmica/volume;
• quanto a construção.

TROCADORES DE CALOR – APLICAÇÕES:
Máquinas – ferramenta
Usinas de energia
Acionadores hidrostáticos
Transmissões mecânicas
Geradores eólicos
Máquinas de moldagem de injeção plástica e fundição
Tecnologia ferroviária
Máquinas móveis
Setor automotivo
Turbinas
Compressores
Geradores

A Retenlins faz manutenção em:

• TROCADORES DE CALOR
• PLACAS DE TROCADOR DE CALOR

  • Limpeza
  • Polimento
  • Testes de trincas e microtrincas
  • Gabaritagem das canaletas
  • Funilaria
  • Colagem das juntas de fluxo

Veja abaixo dicas para manter seu trocador de calor em perfeito estado:

Fale com um de nossos consultores e solicite um orçamento sem compromisso.

Retenlins – Soluções Industriais

(18) 3654-6620
contato@retenlins.com.br

Deixe seu comentário